sexta-feira, 27 de abril de 2018

Compreender as pessoas é um passo essencial para descobrir sua essência, de fato. O problema de compreender as pessoas, após, é claro, você descobrir que ela não é exatamente o que aparenta, e sim um ser profundo, que tem uma alma, medos e anseios, é descobrir que ela é exatamente o que parecia ser.

É aprofundando nas pessoas que elas ficam cada vez mais rasas, e todo o repertório delas acaba, e então elas são exatamente o que se espera que elas sejam. é nesse momento que pessoas deixam de ser legais. É também nesse momento que a gente descobre quem são as pessoas que são de fato essenciais, apesar de serem o que são.

Todo mundo é, inegavelmente, legal, e conexo.
Todo mundo é, inevitavelmente, odioso.
Achar os seus é inevitável. Perder-se deles também.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

mais uma vez
e parece que dessa
é muito sério
essas coisas surgem
apenas e apenas
para uma pessoa ver

como me relaciono com pessoas que (quase) não conheço

é no mínimo desagradável o que eu faço comigo em relação aos outros
então eu penso que elas podem ser algo
ou eu penso que eu posso tirá-las
e que a força de meu pensamento (e querer)
vai fazer isso acontecer
mas a realidade é que eu só sofro por situações que não existem

sexta-feira, 16 de março de 2018

a minha certeza de fracasso as vezes se abala pelo incentivo dos outros
e depois se afirma em olhares aos outros,
tão certos de sucesso
não entender o que acontece é tão recorrente comigo mas assumir o controle mesmo assim
fingir estar no controle e fingir desentender tudo
levantar com certeza mas derrubar tudo
encarar a mim, e com a certeza dos outros, como o ser inocente que sou

e as pessoas elas se perdem mas eu não quero que elas se perdam
se elas se afastam eu deixo elas irem e de longe eu vejo onde estão
se elas querem ficar eu deixo elas saberem exatamente onde estou se elas quiserem
uma coisa se completa na outra, e assim completo-me também
eu mudei de uma pra outra
enquanto um conflito exigia de mim ambas
e no fim eu só quero chegar em casa
e não ser nada

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

parando de ser subjetiva e indo pelos caminhos mais simples da minha mente
exprimindo exatamente o que eu quero dizer sem enfeitar ou amenizar
o que eu quero mesmo
e há muito
e sem tirar nem por
é que você vá se foder

- vocês, na verdade